Demonstração de Resultados – DRE – contábil:
Conceito e importância para as empresas.

Demonstração de Resultados – DRE – contábil:
Conceito e importância para as empresas.

Entre os diversos relatórios contábeis e financeiros que fazem parte das rotinas administrativas de qualquer empresa, a DRE contábil é um dos mais importantes. Por meio dele, o gestor é capaz de entender a real situação contábil e financeira do empreendimento, podendo determinar os próximos objetivos da empresa frente ao mercado.

Em função disso, como exatamente a DRE contábil poderá mostrar esse tipo de informação para o gestor? Qual a melhor maneira de analisar todos os dados contidos nesse relatório? Além da questão financeira, a DRE contábil tem mais alguma importância para a empresa? Hoje, falaremos sobre esse assunto para que a tomada de decisão sobre o futuro da empresa seja otimizada.

DRE: Conceito e organização

A DRE, é um relatório que visa demonstrar a atual situação contábil e financeira da empresa. Em conjunto com o balanço patrimonial, mutação do patrimônio líquido e Demonstração do Fluxo de Caixa,  representam as principais informações contábeis que são fornecidos pelos profissionais da contabilidade da empresa.

Para fins legais, a DRE Contábil é feita anualmente de acordo com a legislação vigente. No entanto, para fins administrativos, pode ser feito mensalmente, visando a maior eficiência do controle financeiro e trimestralmente, para um maior controle sobre a questão fiscal, dependendo da forma de tributação escolhida, no caso de lucro real, deve ter a periocidade mensal.

Além disso, a DRE contábil deve ser formatado em função do regime de competência, isto é, de acordo com a ocorrência do fato gerador do registro contábil, mesmo que não haja a realização da receita ou da despesa em si, e seguindo as práticas e pronunciamentos contábeis CPC’s em vigor., considerando ainda todos os impostos incidentes, custos e provisões.

Análises da DRE Contábil

Usualmente, existem 2 (dois) tipos de análises: Análise Vertical e Análise Horizontal.

Análise Vertical

Com a análise vertical, os gestores poderão calcular qual foi o percentual de cada uma das despesas ou custos sobre o faturamento bruto ou líquido da empresa. Com essas informações, os responsáveis poderão determinar quais contas estão em desacordo com o planejamento e determinar medidas para que sejam contidas (despesas e custos) ou expandidas (receitas).

Análise Horizontal

Já na análise horizontal, é possível visualizar o desempenho de cada conta durante o exercício observado. A partir disso, o gestor poderá perceber quais contas tiveram uma maior variação durante o período analisado e avaliar os motivos pelos quais isso aconteceu. Caso seja preciso, medidas podem ser adotadas para o controle das contas, buscando manter o realizado de acordo com o planejado.

Indicadores de resultados

Para complementar as análises feitas, existem indicadores de resultados que buscam otimizar as informações contidas, fazendo com que o gestor tenha uma maior capacidade de avaliação. Entre os principais indicadores, podemos citar:

  • EBITDA: O EBITDA é uma sigla em inglês e significa lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização. Geralmente é utilizada como um indicador da capacidade de geração de caixa do negócio.;
  • Margem Operacional: É o indicador que mede a eficiência operacional da empresa, dado pelo quociente entre o resultado operacional e a receita líquida;
  • Margem de lucro líquido: é o indicador que mostra o lucro real da empresa, descontados todas as despesas, custos e impostos existentes.

A importância do DRE Contábil

Com o total entendimento sobre a estrutura e a análise da DRE contábil, podemos determinar a sua importância para os objetivos futuros da empresa. É nítido que esse relatório contém informações relevantes, para uma avaliação do desempenho de cada conta e o impacto que cada despesa e custo tem sobre o faturamento total da empresa e o resultado líquido.

A  DRE pode ser a principal e melhor ferramenta para a gestão  monitorar cada conta de receita e despesa existente dentro do empreendimento, para o planejamento e tomadas de decisão dos rumos do negócios, assim como de possíveis ajustes necessários na estrutura, mix de produtos, ações de marketing, custo com pessoal, planejamento tributário e reestruturações societárias

Por ser uma ferramenta de gestão que pode determinar a tomada de decisão, requer precisão e conhecimento, e é de suma importância que os dados financeiros e as transações sejam avaliadas em termos contábeis e registradas adequadamente e de forma tempestiva para evitar distorções nas análises a serem consideradas pela administração.

Marcus Sperandio
marcussperandio@abordin.com.br

2020-07-17T14:56:19+00:00 Insider|